Informativo da Secretaria Executiva do PRST

quinta-feira, 7 de julho de 2016

O USO DO TERMO REVERENDO

Presbitério de Santos - PRST

Estamos numa época em que os pronomes de tratamento estão em desuso e até não são compreendidos. Fui ensinado a usá-los e me expressar com devido respeito às pessoas. Logo, saiu por ai colocando em prática o que aprendi. Outro dia, ao cumprimentar uma mulher, chamei-a de senhora. Ela, num lance de indignação, respondeu: “Você está me achando velha?” Respondi calmamente: “Não, estou achada-a digna de respeito!” Quanto o respeito é tido como desrespeito, torna-se preocupante o relacionamento humano!
Um termo no nosso meio presbiteriano que é usado para nossos ministros do Evangelho, mas pouco compreendido, é o termo “reverendo”. Se a mulher viu-se indignada com o termo “senhora”, já presenciei pastor presbiteriano com tal lance de indignação. Certa vez, cumprimentei um ministro por reverendo e ele me exortou: “Por favor, me chame de pastor. O termo reverendo é muito forte e formal. Reverência somente a Deus”. Que coisa! Eu não estava de forma alguma em estado de adoração para com ele. Apenas queria iniciar uma conversa!
Acho que é possível esclarecer tudo isso devidamente. Vamos lá!
O termo “reverendo” e “reverendíssimo” são pronomes de tratamento, ou seja, usados para expressar respeito e consideração. Sua origem vem da palavra “reverência”, que é usada para designar uma postura de veneração ou respeito às coisas sagradas. Consequentemente, o “reverendo” é aquele que se respeita por cuidar das coisas que são “reverenciadas”. Ele mesmo não recebe “reverência”, mas o devido respeito que cabe ao cargo. O termo “reverendo” encontra-se ligado ao cargo e não a pessoa em si. Ora, somos considerados “santos” por estarmos ligados ao “Santíssimo” e isso não redunda em sacrilégio!
Tradicionalmente, esse é um termo usado para designar um líder religioso cristão regularmente ordenado pela sua instituição. Tal ordenação é declaração do devido preparo acadêmico e espiritual para o cargo e a licenciatura ao exercício. O respeito é resultado da agregação formal e simbólica desse evento. O uso remonta à Idade Média. Não se percebe questionamentos ao seu uso. Aqueles que são percebidos na atualidade, são movidos por desconhecimento do devido do tratamento às pessoas, falsa piedade e humildade e agressão ao valor da ordenação ao sagrado ministério.
Perceba que não existe nenhuma temeridade no uso desse tratamento. O que pode existir é o desconhecimento do valor do devido tratamento e respeito às pessoas em sua posição social, funcional e religiosa. Quando diante de uma sociedade que decidiu banalizar a autoridade, a dignidade e o devido reconhecimento, o uso do devido tratamento é sempre um chamado ao resgate da ordem, decência e do respeito.
 Vamos concluir. O termo “reverendo” não é nome de cargo e nem ato de adoração (reverência). Ele é um tratamento de respeito para com o ministro do Evangelho regularmente ordenado pela igreja. Seu uso é devido, pois se resgata a forma tradicional e necessária de reconhecer devidamente as pessoas a partir do cargo, condição social e religiosa. Também por servir de educação à juventude e às crianças no quesito respeito às pessoas. Se o filho perguntar: “Pai, porque o pastor é chamado de reverendo”? O pai responderá: “Meu filho, porque devemos mostrá-lo respeito, tal como você deve chamar os adultos de senhor ou senhora”.
Não existe nenhuma disputa entre o uso do termo “pastor” e “reverendo”. Enquanto o termo “pastor” designa função/cargo, o termo “reverendo” diz respeito ao tratamento dado ao ocupante desse cargo. Sendo assim, o uso apropriado do termo “reverendo” se aplica às condições dos demais termos de tratamento (em formalidades e no uso comum). Se eu falo para uma pessoa mais intima: “Você vai viajar?”, ao pastor eu diria: “O reverendo vai viajar?” Assim, como perguntaria a uma pessoa fora do meu círculo íntimo: “A senhor vai viajar?”
É claro que se usa muitas vezes o termo reverendo como sinônimo de pastor. Nada contra. Minha divergência é contra a suspeita ao seu uso!

Rev. Lucas Guimarães
Secretário Executivo do PRST
Compartilhe:

Em destaque

CONVOCAÇÃO: 69ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO PRST

São Vicente/SP, 10 de agosto de 2017. Assunto: Convocação da 69ª Reunião Ord...

CONFIGURE O TEXTO DA POSTAGEM